Os animes chegaram! Bleach e Death Note na PlayTV
10/04/14 às 12:50 - Por Redação
 
Os animes chegaram, finalmente. A PlayTV inaugura um novo ciclo em sua programação, e com ele, duas séries japonesas que fazem sucesso até os dias de hoje. Bleach e Death Note estreiam no canal, juntamente com um programa dedicado exclusivamente ao mundo oriental, com clipes, curiosidades, cultura e diversão. O Ichiban chegou, e vai ficar.
 
Ambos os animes não devem precisar de uma introdução formal, já que são conhecidos de longa data do público brasileiro, seja por suas versões em mangá, publicadas no país há bastante tempo, ou pela quantidade de cosplayers que encontramos em eventos de anime, o que denota (e muito) a sua popularidade. Mas, caso exista alguém que nunca tenha ouvido falar deles (um ex-monge ou Amish), aqui vão algumas linhas introdutórias:
 
BLEACH
 
Em 2001 a Shonen Jump começou a serializar uma das séries que viria a ser o seu carro chefe por muitos anos seguintes. As histórias de Ichigo Kurosaki e sua turma, viriam a se igualar em importância com o pirata Luffy e o ninja Naruto, compondo uma nova tríade do semanário e alavancando as vendas da revista.

 
Bleach é mais ou menos uma mistura de YuYu Hakusho com Samurai Spirits, no caso, literal. O estudante Ichigo Kurosaki tem a estranha capacidade de ver e conversar com espíritos. Não bastasse isso, seus cabelos da cor laranja são uma afronta aos bons costumes japoneses. Ele sempre foi diferente e sabia disso, mas nunca tinha imaginado que sua vida fosse mudar tanto depois de conhecer Rukia Kuchiki, uma shinigami.
 
Do seu encontro espiritual para frente, Ichigo não só vê e conversa com espíritos, como também os enfrenta em combates incríveis ao lado dos seus amigos Chad, Ishida, Orihime e a própria Rukia, a qual passa a viver no mundo dos humanos. Daí para frente, as coisas vão se encaixando e Ichigo vai descobrindo um pouco mais sobre seus novos poderes, sua origem e do que se passa no mundo espiritual.

Bleach é uma criação de Kubo Tite, tem o seu mangá publicado até os dias de hoje e o anime, infelizmente, finalizado com 366 episódios exibidos em um intervalo de oito anos. A direção do anime ficou por conta de Noryuki Abe, que por "coincidência", também dirigiu YuYu Hakusho, Flame of Recca e Great Teacher Onizuka. A produção do anime ficou a cargo do Studio Pierrot, que também produz Naruto e um monte de outras coisas.
 
CURIOSIDADES:


 
- O nome Ichigo, foneticamente falando, pode representar a fruta morango, por isso o primeiro mangá de Bleach tem o subtítulo de Death and Strawberry (A Morte e o Morango); também pode ser lido como os números 1 (Ichi) e 5 (Go), e é possível perceber esses números pendurados na porta do quarto do herói, por exemplo;
 
- Kon, o ursinho, tem seu nome derivado da palavra "Kaizou Konpaku". De acordo com Ichigo, "Kai" seria um nome legal demais para ele, por isso "Kon".
 
- Bleach não é a primeira obra de Kubo Tite. Antes de serializar a história protagonizada pelos shinigamis, o autor havia produzido uma série chamada Zombiepowder. (sim, tem um ponto final no título do mangá). São quatro volumes que narram, basicamente, a busca por 12 artefatos misteriosos que juntos, podem ressuscitar os mortos.

Em Zombiepowder. existem muitas, mas muitas referências que foram usadas em Bleach posteriormente. Borboletas negras, o design de alguns personagens, como o próprio protagonista, Gamma Akutabi, a cara do Ichigo e até mesmo a fivela do cinto que ele usa, que acabou virando uma das últimas máscaras Hollow do herói shinigami.

 
O capítulo piloto do anime foi inspirado no terceiro volume da série de mangá. Memories in the Rain conta um pouco do passado de Ichigo, apresentando sua mãe e um inimigo poderoso: Grand Fisher. A animação é um pouco diferente da versão final, e até um tanto mais séria, com cara de especial. Vale a pena dar uma procurada depois.
 
Tem jogo para caramba de Bleach, e em todos os gêneros (luta, RPG, aventura, etc). Só de PSP, nove diferentes versões de um game de luta com os personagens de Bleach. Aí tem também um monte para o Wii, Game Cube, PS2, Nintendo DS e um único para o PS3.
 
No Brasil, esses são alguns dos dubladores de Bleach:


 
Ichigo Kurosaki – Fabio Lucindo (Mirok, em Inu-Yasha; Kuririn, em Dragon Ball)
Rukia Kuchiki – Tatiane Keplmair (Sakura, em Naruto; Akane, em Ranma 1/2)
Orihime Inoue – Melissa Garcia (Amy, em Sailor Moon R; Téa, em Yu-Gi-Oh)
Kisuke Urahara – Marco Aurélio Campos (Emishi Haruki, em Getbackers)
Uryuu Ishida – Alfredo Rollo (Vegeta, em Dragon Ball Z; Jango em One Piece)
Sado Yasutora (Chad) – Cassius Romero (Algol de Perseu, em Os Cavaleiros do Zodíaco)
Kon – Robson Kumode (Sasuke, em Naruto)
Yuzu Kurosaki – Flavia Narciso (Hinata, em Naruto; Kaolla, em Love Hina)
Isshin Kurosaki – Marcio Marconatto (Fire Leo, em Viewtiful Joe; Dartz, em Yu-Gi-Oh!)


DEATH NOTE
 
Death Note segue uma linha um pouco mais séria que Bleach. Apesar de terem compartilhado as mesmas páginas do semanário Shonen Jump, o ritmo da aventura é completamente diferente. Seus autores, Tsugumi Ohba e Takeshi Obata são super conhecidos no Japão (e no mundo).


Death Note conta a história de um garoto chamado Light Yagami, que por acaso, encontra um caderno misterioso que mata quem quer que tenha o seu nome escrito nele. O caderno especial pertencia a ninguém menos que um shinigami, o Deus da Morte chamado Ryuk.
 
Acontece que o shinigami estava entediado e resolveu brincar com a sorte. "E se eu deixasse meu caderno cair na Terra e alguém o encontrasse? O que aconteceria?", era o que pensava Ryuk durante sua "brincadeira". Light, aos poucos, foi aprendendo como usar o caderno e descobriu que ele ia além dos seu sonhos mais perversos. A empolgação foi tanta que ele não conseguiu passar despercebido por um astuto detetive de gostos excêntricos, conhecido apenas por "L".
 
O desafio de "L" é encontrar um assassino que não deixa rastros e sequer está presente na hora dos assassinatos. Que a perseguição comece!

Death Note foi produzido pela Madhouse, um estúdio conceituado, que possui no currículo séries como Hajime no Ippo, Vampire Hunter D e as versões japonesas dos heróis da Marvel. O diretor responsável é Tetsuro Araki e, atualmente, também dirigiu o aclamado Attack on Titan. Ao todo serão 37 episódios.
 
CURIOSIDADES:

 
Death Note tem um desenhista e um roteirista. A prática é mais ou menos comum no mundo dos autores de mangá, que normalmente trabalham suas obras sozinhos, com a ajuda de asssistentes. Tsugumi Ohba escreveu um capítulo muito importante da história dos mangás com as aventuras de Kenshiro em Hokuto no Ken (O Punho da Estrela do Norte). O mangá foi um dos precursores do estilo de pancadaria que tanto se popularizou com obras como Dragon Ball, Cavaleiros do Zodíaco e tantos outros. 
 
Takeshi Obata é um desenhista experiente. Seu primeiro trabalho foi um mangá chamado Cyborg Jii-Chan. Ele também foi tutor de muitos artistas iniciantes, entre eles os mestres Nobuhiro Watsuki (Rurouni Kenshin) e Yusuke Murata (Eyeshield 21).Ele tem muitas obras no seu currículo, inclusive algumas bem famosas, como Hikaru no Go, Blue Dragon e Bakuman!.

 
Death Note ganhou três adaptações no cinema. As duas primeiras, Death Note (junho de 2006) e Death Note: Last Name (outubro de 2006) seguem a história oficial do mangá, enquanto a terceira adaptação, intitulada L Change the World (fevereiro de 2008) é um spin-off da história principal. Todos eles foram lançados pela Warner Bros.
 
Death Note também foi adaptado para uma light novel, de um cara bastante conhecido no Japão, Nisio Isin (sim, o pseudônimo dele é um palíndromo). Apesar de quase ninguém (no Brasil) ter lido sua história paralela de Death Note, muitos conhecem dois dos seus trabalhos que viraram animes: Bakemonogatari e Katanagatari.

 
No Brasil, esses são alguns dubladores de Death Note:

Light Yagami – José Leonardo (Shishiwakamaru, em Yu Yu Hakusho; Homem de Gelo, em X-Men Evolution) 
L – Sérgio Cantu (Destrutor, em X-Men Evolution; Aqualad, em Os Jovens Titãs)
Ryuk – Jorge Vasconcellos (Macaco Louco, em As Meninas Super Poderosas; Apocalipse, em X-Men Evolution)
Misa Amane – Ana Lúcia Menezes (Murta que Geme, em Harry Potter; Lupina (X-Men Evolution)
Soichiro Yagami – Mauro Ramos (Jet Black, no filme de Cowboy Bebop; Batman, em Batman Animated Series)

Tanto Bleach quanto Death Note estreiam hoje, aqui na PlayTV. Confiram os horários de exibição:

Inéditos
Seg/Qua - 17h (Death Note)
Ter/Qui - 17h (Bleach)

Reprises
Maratona Bleach - Domingo, 17h (os dois inéditos exibidos durante a semana) 
Maratona Death Note - Domingo, 20h (os dois inéditos exibidos durante a semana)
 
Demais reprises, de segunda à sexta, das 11h às 12h e das 17h às 18h